Mostrando postagens com marcador Música. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Música. Mostrar todas as postagens

Beyonce, Britney Spears e Pink: Gladiadoras que cantam "Queen"

Compartilhe. . .

"We Will Rock You" é uma daquelas músicas que parecem que vão se eternizar. Vira e mexe, volta à moda. Foi lançada nos anos 70 pelo Queen e era interpretada por Freddie Mercury. Aqui, em uma propaganda, é cantada em conjunto por Beyonce, Pink e Britney Spears, todas elas lindas e na plenitude de suas belezas.
A idéia foi legal, o som e interpretação das "meninas" ficou muito bom. Bem melhor do que uma Pepsi.





Ler e Assistir... "Beyonce, Britney Spears e Pink: Gladiadoras que cantam "Queen""

Compartilhe. . .

Norah Jones - Tal pai, tal filha?

Compartilhe. . .

.
O autêntico video-clipe disponível abaixo é da cantora americana Norah Jones e a canção tem por título “Sinkin' Soon”. É um clipe bom que une música de qualidade com animação stop-motion. Para os que gostam de Blues ou Jazz, vale a pena assisti-lo, nem que seja só para conhecer. Agora, a curiosidade que me levou a procurar ouvir esta cantora, de nome tão americano, é o fato de ela ser filha de um outro músico, chamado Ravi Shankar, que para todos os efeitos ainda é o músico indiano mais conhecido no ocidente. Shankar é um citarista que tocou no famoso festival de Woodstock e orbitava as mesmas rodas que Janis Joplin e outras estrelas hippies da época. Segundo dizem os entendidos, teve grande influência na fase psicodélica dos Beatles. No entanto, não parece ter influenciado muito a própria filha, além da carga de musicalidade hereditária. Não conheço o conjunto do trabalho de Norah, mas depois de ouvir e ver o vídeo, se me perguntassem, pelo estilo eu juraria que ela é filha de Tom Waits, conseguindo fazer uma mistura muito palatável de Jazz com Folk e Blues.




Norah Jones é filha de Ravi Shankar ou de Tom Waits?
.
Ler e Assistir... "Norah Jones - Tal pai, tal filha?"

Compartilhe. . .

"La" SANGALO canta DEIXO.

Compartilhe. . .

Relembrando o sucesso não tão recente, mas ainda presente, Ivete Sangalo se apresenta no "Altas Horas" e canta "Deixo" (Composição: Sergio Passos / Jorge Papapá) uma das músicas que mais fazem sucesso atualmente na voz de "La Sangalo". (Gentileza do Youtube e com a letra abaixo do vídeo)






Deixo

Eu me lembro sempre onde quer que eu vá
Só um pensamento em qualquer lugar

Só penso em você
Em querer te encontrar
Só penso em você
Em querer te encontrar

Lembro daquele beijo que você me deu
Que até hoje está gravado em mim
Quando a noite vem
Fico louco pra dormir
Só pra ter você nos meus sonhos
Me falando coisas de amor

Sinto que me perco no tempo,
Debaixo do meu cobertor

REFRÃO (2x)
Eu faria tudo pra não te perder
Assim...
Mas o dia vem e deixo você ir

Lembro daquele beijo que você me deu
Que até hoje está gravado em mim
Quando a noite vem
Fico louco pra dormir
Só pra ter você nos meus sonhos
Me falando coisas de amor

Sinto que me perco no tempo,
Debaixo do meu cobertor

REFRÃO (2x)

Deixo você ir (4x)

REFRÃO (2x)


Ler e Assistir... ""La" SANGALO canta DEIXO."

Compartilhe. . .

Caetano Veloso Cantando: Alegria, Alegria em 1967.

Compartilhe. . .

.
Aos que conhecem o Caetano Veloso de hoje vale a lembrança de uma de suas primeiras participações massivas na mídia televisiva. Ele canta Alegria, Alegria, apresentada pela primeira vez no ano de 1967 no Festival da TV Record. Só por precaução, é bom esclarecer que a Record daquela época não tem nada a ver com a Record de hoje e os festivais da canção eram algo culturalmente muito importante. Portanto descartem o preconceito e assistam ao vídeo. Não é uma boa filmagem, pois os recursos técnicos disponíveis então não permitiriam que um vídeo chegasse aos dias atuais com a qualidade que estamos acostumados.

Alegria, Alegria foi um dos marcos iniciais do movimento tropicalista e, caso não bastasse seu valor histórico, é uma música bonita.


.
Ler e Assistir... "Caetano Veloso Cantando: Alegria, Alegria em 1967."

Compartilhe. . .

Blue Man Group: Os Homens Azuis

Compartilhe. . .

Antes de ser propaganda de celular.

À primeira vista é bastante esquisito, mas depois você se acostuma e vai se maravilhar. O Blue Man Group é um misto de conjuto musical (boa música!) e artistas performáticos com uma aparência alienígenas. Fundado nos Estados Unidos durante os anos 80, tinha como integrantes originais Chris Wink, Phil Stanton e Matt Goldman e com o passar do tempo se tornou um sucesso de crítica e público. Hoje existem filiais do grupo em várias cidades do mundo, entre elas, Amsterdam, Berlim, Nova Iorque, Chicago, Las Vegas, Londres, Orlando e Boston.

Por estes dias, se apresentaram no Brasil, se não me engano no Rio de Janeiro e talvez em outras cidades. É a turnê do show “How to Be a Megastar 2.0” ou “Como Ser uma Megaestrela 2.0”. (Seria o “2.0” uma referência à web 2.0?)

O nome do grupo não poderia ser mais apropriado. As apresentações tem como centro um grupo de atores (sempre três) inteiramente azuis. Eles também parecem calvos, pois usam tocas de natação e, é claro, elas são...azuis. Toda a pele visível e recoberta para que nada fique fora do tom. Normalmente, roupas pretas completam o visual.

Mas para que todo este azul? Bem, eu não sei. Mas sei que os resultados são realmente bons. Os shows são essencialmente musicais, mas acompanhado de muitos movimentos cênicos e jogos criativos de iluminação, que os tornam especialmente chamativos e surreais. O tipo de música é quase sempre o rock, com grande participação da percussão, inclusive com instrumentos pouco usuais ou criados pelo grupo.

A temática abordada pelo grupo vai dos assuntos mais comuns aos mais a atuais e, com freqüência satirizam de modo vigoroso e bem humorado aspectos da vida moderna. Veja um exemplo abaixo, com a participação do grupo em “Sing Along”. Se gostar, veja também estes aqui:








Ler e Assistir... "Blue Man Group: Os Homens Azuis"

Compartilhe. . .

Pavarotti, Carreras e José Domingo: Os Três Tenores.

Compartilhe. . .

O desaparecimento de Luciano Pavarotti, o maior tenor da história depois do grande Caruso (avaliação esta que era feita pelo próprio Luciano e confirmada pela crítica), provocou um redespertar do interesse por sua obra e por suas apresentações. Nos vários sites de vídeos, o acesso aos do magnífico tenor cresceu enormemente. Mas é curioso notar que o interesse maior provavelmente é de neófitos, pois os vídeos que têm sido mais acessados não representam o melhor de Pavarotti, embora seja difícil encontrar registros de más apresentações dele e nenhum dos “hits” póstumos seja ruim. Além, é claro, das diferenças de preferência pessoais. A título de exemplo, o vídeo mais visto no momento é o de uma apresentação individual de Pavarotti interpretando a ária Nessun Dorma, do último ato da ópera Turandot de Giacomo Puccini. (Ela pode ser vista aqui: Nessun Dorma. Uma nova janela se abrirá)

Não sou um erudito e portanto minha opinião é de pouca valia, mas tenho franca predileção por outra apresentação da mesma obra. No encerramento da Copa do Mundo de Futebol de 1994, “Os Três Tenores”, José Carreras, Plácido Domingo e Luciano Pavarotti, se apresentaram com a Orquestra Filarmônica de Los Angeles regidos pelo também grande Maestro Zubin Mehta. É uma apresentação que aliou a qualidade técnica dos cantores ao vigor dramático de suas interpretações e uma estrutura de espetáculo tipicamente americana. Como se não bastasse tudo isto, o vídeo é muitíssimo melhor.

Ler e Assistir... "Pavarotti, Carreras e José Domingo: Os Três Tenores."

Compartilhe. . .

Você gosta de Jazz? As Vacas Também!

Compartilhe. . .

Se você gosta de Jazz, saiba que não está sozinho, as vacas francesas, cultas como só elas são, também são apreciadoras desse gênero musical.

Está duvidando? É só assistir o vídeo que encontrarás a prova incontestável.




Para quem não sabe, a música que a banda tocou se chama "When the Saints Go Marching In". Inicialmente, essa música era um cântico religioso americano, mas como se tornou muitíssimo popular assumiu um caráter de música folclórica. “The Saints”, como muitas vezes é chamada, foi gravada e interpretada por muitas bandas de jazz, mas o inesquecível Louis Armstrong é autor e intérprete da versão mais conhecida pelo público. (inclusive as vacas?)
Ler e Assistir... "Você gosta de Jazz? As Vacas Também!"

Compartilhe. . .

Musicas de Surfista? Clipe de “When I Come Around” do Green Day

Compartilhe. . .

Da série Vídeos de Músicas.


Música de Surfista? ...ou escrevendo sobre algo que você (eu) não entende nada.

Estou andando pela casa e ouço um “When I Come Around”, paro e fico prestando atenção. Gostei. Aí entro no quarto de minha filha, local de origem da música e pergunto:

“- O que é isto, música de quem anda de skate ou de surfista?”

A resposta é curta e grossa:

“-Tá por fora, hein pai? O conjunto chama Green Day.”

Lá vou eu (murmurando When I Come Around, When I Come Around…) procurar na Wikipedia o que é o Green Day.

Bem, assista aí o vídeo clipe, que é bem legal e, se quiser, lá embaixo tem link para esclarecer suas dúvidas.



O Green Day é uma banda de punk rock dos Estados Unidos formada onde? Na Califórnia! Não falei que cheirava, ou melhor, soava similar a coisa de surfista? É composta por Billie Joe Armstrong, Mike Dirnt e Tré Cool.
Para mais informações dê uma olhada na página da Wikipedia, que está bem detalhada.
Ler e Assistir... "Musicas de Surfista? Clipe de “When I Come Around” do Green Day"

Compartilhe. . .

Musicas Motivacionais: Seguro e Confiante! (Youtube)

Compartilhe. . .

Das séries Vídeos de Músicas e Motivacionais

A canção começa com “Não importa quem você é, não importa onde você vá na vida...” e, embora seja a famosa “Stand by Me”, é o mesmo motivo pelo qual crio este post, com um vídeo que considero motivacional. Desejo que você se motive a sentir-se seguro, confiante e acompanhado.

A citada “Stand by Me” (ou esteja / fique comigo) lembra: “Quando a noite tiver chegado, e a terra estiver escura, a lua for a única luz que veremos; não, eu não terei medo. Desde que você fique comigo.” É uma canção de amor, mas serve perfeitamente aos propósitos motivacionais em relação a outros sentimentos nossos. O medo, o desamparo, a insegurança, muitas vezes, somem, desaparecem simplesmente porque temos perto de nós aquelas pessoas muito especiais, capazes de fazer a diferença entre o claro e o escuro, entre a luz do dia ensolarado e o negrume profundo na noite de tempestade.

Para entender este Vídeo Melhor
Ele é uma peça publicitária da campanha ou movimento Playing for Change, (Tocando música para Mudar), que tem o ambicioso, mas não ignóbil, objetivo de mudar o mundo através da música. A gravação foi feita com artistas desconhecidos, de vários países, em momentos e lugares distintos. A música que você ouve, na realidade é uma colagem das várias gravações.

Dedico a você este vídeo do Youtube e que ele lhe gere motivação suficiente para, se não mudar o mundo, mudar seu dia para muito melhor.


Ler e Assistir... "Musicas Motivacionais: Seguro e Confiante! (Youtube)"

Compartilhe. . .

Música: Meu Gentil Senhor: George Harrison

Compartilhe. . .

George (Harold) Harrison, o guitarrista e cantor dos Beatles, menos famoso que Paul McCartney e John Lennon, foi também exímio compositor. Várias das canções com as quais os Beatles fizeram sucesso são de sua autoria ou co-autoria, mas em sua carreira solo há algumas preciosidades. Uma delas é ‘My Sweet Lord’, que se traduz por ‘Meu Gentil Senhor’, tão gentil como seu autor e que lembra a beleza e suavidade de uma serena louvação.



Fotos de George Harrison em várias fases da vida.O vídeo para assistir abaixo traz exatamente essa canção, mas não interpretada por George. É uma apresentação realmente espetacular, digna de honrar e louvar a memória de seu autor. Ela foi gravada durante o ‘Concert for George’ (Concerto para George), que aconteceu em Londres, um ano após a morte do compositor.


Excelentes Músicos

Como a ocasião pedia e o homenageado merecia, aqui, My Sweet Lord é apresentada por um conjunto de magníficos e emblemáticos músicos. No vocal e piano está Billy Preston, em um segundo piano, Paul McCartney com a primeira bateria a cargo de Ringo Star (são três músicos da época áurea dos Beatles). Adicionalmente, um dos violões é tocado por ninguém menos que Eric Clapton, acompanhado em um segundo violão por Dhani Harrison (filho de George). Completam o time Phill Collins, tocando a segunda bateria, e Tom Petty, nos solos de guitarra.

Ficou simplesmente Lindo! É uma memorável reverência ao legado do tão gentil senhor George.


Ler e Assistir... "Música: Meu Gentil Senhor: George Harrison"

Compartilhe. . .

Rolling Stones X Guitar Hero

Compartilhe. . .

Quem vence a Batalha por “Paint It Black”: Rolling Stones ou Guitar Hero?

Hoje, passei pela sala de TV e lá estava meu filho jogando um vídeo game, como muitas outras vezes. No entanto, algo me soou longinquamente familiar. Parei e fiquei ouvindo aquela música e... sim(!), ela era conhecida há muito tempo. Sem lembrar o nome da canção, cheguei mais perto e vi que o garoto estava jogando Guitar Hero. Procurei nas legendas, mas nada informava o nome. Quando ele terminou, perguntei e fiquei surpreso ao saber que meu filho, de 13 anos, estava “tocando” Paint It Black dos Rolling Stones. Pô, é espantoso pois é uma canção composta exatos trinta anos antes dele nascer. Até achei muito legal, por que é música de qualidade e, mesmo que num vídeo game, ajuda a formar um bom gosto musical. Só me decepcionei ao descobrir que ele, meu filho, nem sabia quem foram e são os Rolling Stones. Mais que isto. Ele falou de vídeos do YouTube onde a música aparece tocada com maestria no Guitar Hero. Foi neste momento que tive a dúvida: Será que o Guitar Hero se apossou da Paint It Black dos Rolling Stones?

Bem, eu resolvi descobrir. Fui ao Google e pesquisei duas vezes. Na primeira escrevi “Paint It Black” + “Rolling Stones” e, na Segunda, “Paint It Black” + “Guitar Hero”. Com isto eu conseguiria descobrir se o nome da música está mais associado ao conjunto que a compôs ou ao jogo. Ufa!! Para minha felicidade os Stones ainda ganham, e “de lavada”. O placar ficou assim: Stones 473000 resultados e Hero 62800 resultados. Voltei rapidinho para a sala de TV e busquei o meu garoto para assistir Paint It Black como deve ser, isto é, numa interpretação magistral e magnífica dos The Rolling Stones.
É isso aí. Aproveite!

Ler e Assistir... "Rolling Stones X Guitar Hero"

Compartilhe. . .

Música Exótica: Bobby McFerrin e a Escala Pentatônica. - (genial e deslumbrante!)

Compartilhe. . .

Bobby McFerrin é um desses exóticos gênios da música desconhecidos do grande público contemporâneo. Aqui, ele se apresenta no World Science Festival 2009 (Festival Mundial de Ciência) e, apenas pulando no palco, consegue reger um coral formado pela platéia do evento, fazendo com que as pessoas entoem uma melodia baseada em uma escala musical Pentatônica (de cinco tons – ver ao final).


Se gostou, leia mais sobre este músico.
Bobby McFerrin, nascido na Inglaterra, mas radicado em Nova Iorque, é um cantor com forte influência do jazz. Gravou, em interpretações muito peculiares, vários clássicos populares e eruditos. Seu maior sucesso é a canção "Don't Worry, Be Happy", que venceu um Grammy e pode ser vista e ouvida no vídeo abaixo. Trabalhou também com instrumentistas como Chick Corea, Herbie Hancock, Joe Zawinul e Yo-Yo Ma.

McFerrin é muito conhecido por sua enorme extensão vocal de quatro oitavas e por sua habilidade de usar a voz e o corpo para criar efeitos diversos. Criou álbuns em que é o único músico, cantando e simulando instrumentos.

Veja e ouça aqui "Don't Worry, Be Happy”
O vídeo é antigo, portanto, não ligue para o visual e preste atenção na música.

Pentatônicas
São chamadas de “escalas pentatônicas”, no meio musical, aquelas escalas formadas que são formadas por cinco notas ou tons. As mais usadas são as pentatônicas menores e as maiores, que podem ser ouvidas em estilos musicais como o blues, o rock e a música popular.
Ler e Assistir... "Música Exótica: Bobby McFerrin e a Escala Pentatônica. - (genial e deslumbrante!)"

Compartilhe. . .

Myspace: Baleias caçando Humanos – Chocante Desenho de Animação.

Compartilhe. . .

É interessante o fato das coisas nos parecerem mais chocantes quando as vítimas são os humanos. É só um desenho de animação onde baleias assumem a nossa posição e caçam homens para uso na produção de ração.. É exatamente o mesmo do que nós, humanos, fazemos na realidade, sem nos chocarmos nem um pouco.

O vídeo é um “clipe” da banda americana Modest Mouse interpretando a música King Rat. Ele foi divulgado recentemente na página da banda no MySpace e sua intenção é a de alertar para a imoralidade, muito além da ilegalidade, da caça predatória e genocida que alguns países, como o Japão, insistem em manter.

Ler e Assistir... "Myspace: Baleias caçando Humanos – Chocante Desenho de Animação."

Compartilhe. . .

Para Motivar um Sorriso em Você (Vimeo)

Compartilhe. . .

Posto este vídeo têm o único e exclusivo objetivo de motivar em um sorriso em você.
Vejo-o (o vídeo) como um bem e, onde o encontrei (no Gizmodo), o propósito era o mesmo que estou repetindo aqui, fazer o leitor sorrir. Então, eu repasso. Assista do começo ao fim e, se você não tem um coração de pedra (a cold hearted bastard, no original), vai ficar contente com o que viu.


O Vimeo é meio lento. Espere carregar e depois assista inteiro.

Para Mudar o Mundo
Entre as inúmeras versões da sensível e emblemática canção “Stand By Me” que conheço, esta, sem dúvida, é a que mais me emocionou. Ela foi gravada com artistas completamente desconhecidos de vários países, em um estúdio virtual de rua.

Ela começa com uma base de voz e violão, gravada em Santa Mônica – Califórnia, feita por um músico de rua chamado Roger Ridley. A base foi levada ao Quarteirão Francês (French Quarter) de Nova Orleans – Louisiana , onde Vovô Elliot, um cego e também cantor de rua, ouvindo o que Roger gravou, acrescentou mais voz e gaita harmônica. Seguindo esse padrão, os produtores rodaram pela Europa, África e América do Sul (Brasil inclusive), adicionando a participação de músicos locais, com múltiplos instrumentos e vocais. O resultado final é muito bom, considerando-se que os recursos usados foram mínimos.

A produção foi feita pelo movimento Playing for Change, ou seja “Tocando para Mudar”, que parte da idéia de que a música pode ultrapassar fronteiras, superar distâncias e unir as pessoas de diferentes partes do mundo com o objetivo de mudar, para melhor, é claro!

Que você tenha um bom e sorridente dia! Não importa quem você é, não importa de onde você é.
Ler e Assistir... "Para Motivar um Sorriso em Você (Vimeo)"

Compartilhe. . .

A Musica e o Video de Maior Sucesso do Youtube em todos os tempos.

Compartilhe. . .

"I Dreamed a Dream" é uma canção do musical Les Misérables (Os Miseráveis), baseado na obra homônima do escritor francês Victor Hugo. A canção em si, foi composta pelo também francês Claude-Michel Schönberg em 1980. Quase trinta anos depois, "I Dreamed a Dream" viria a se tornar o maior sucesso de todos os tempos no YouTube, na voz da então desconhecida Susan Boyle.

De forma extremamente irônica, o musical (Les Misérables), o livro de Victor Hugo ou a canção de Schönberg, embora todos sejam muito populares, nunca chegaram nem perto de fazer o sucesso e se tornar um marco global, como fez e tem feito a apresentação de Susan. Ela, uma mulher com aparência de limitada e simplória, fez algo muito maior do que o estrondoso sucesso de sua aparição no show de talentos inglês “Britains Got Talent”. Miss Boyle é uma lição valorosa na luta contra o preconceito, contra os preconceitos em geral. Raras vezes a expressão “as aparências enganam” foi tão verdadeira

Uma parte da letra da desoladora canção interpretada por Susan diz: “Sonhei um sonho,... ...mas há sonhos que não podem ser e há tempestades que não podemos prever.” Para ela o sonho pôde ser e a tempestade ela causou.

Veja porque "I Dreamed a Dream" é o Maior Sucesso do You Tube

  1. O vídeo mais executado no site desde sua fundação é Evolution of Dance e tem 121,491,516 exibições (isto mesmo, 121 milhões). Ele foi adicionado em 06/04/06, portanto está lá há 1170 dias (hoje é 19/06/09). Calculando a média veremos que teve cerca de 103839 exibições por dia.
  2. O vídeo de Susan cantando "I Dreamed a Dream", computando apenas a versão original e sem contar as inúmeras cópias disponíveis, foi exibido “só” 68,658,795 de vezes, mas há um porém, ele é de 11/04/09, ou seja só tem 69 dias de vida. Resultado: Quase 1 milhão(!) de exibições por dia e um monte de cantores profissionais morrendo de inveja.
Se você ainda não viu o fenômeno Susan Boyle, ele pode ser encontrado aqui, em versão legendada para o português.

É isso aí! Será que algum dia teremos um vídeo com um bilhão de exibições? Acho bem provável. O que você pensa?


Ler e Assistir... "A Musica e o Video de Maior Sucesso do Youtube em todos os tempos."

Compartilhe. . .

A Fina Estampa de Caetano Veloso

Compartilhe. . .

Com “Fina Estampa”, em 1994, Caetano Veloso nos ensinou como não ter preconceito contra a música em espanhol.

Muitos de minha geração não suportam canções vindas de países latinos. Acredito que tal fato se deve a uma grave reação alérgica e adversa, bem como sintomas colaterais da dose maciça de “Menudos e Julios Iglesias” (eca!), que recebemos via mídia televisiva anos atrás. Quando vi Caetano cantando em espanhol pela primeira vez, pensei: “ih! Fu...”. Ledo engano.

Para minha felicidade, o show, cd e dvd Fina Estampa é uma preciosidade. Ele nos ensina que existiu e existe vida inteligente e música de qualidade nos países de língua espanhola. O título é por demais apropriado. Fina Estampa poderia ser traduzido por “muito bom gosto”, “grande qualidade” ou “nobre”. Independente de qual seja a melhor ou mais apropriada tradução, deve ser ouvido por quem ainda não conhece, tem bom gosto para música e alergia às cantadas em espanhol.

Para exemplificar a qualidade, sintomática e provocativamente, o vídeo que escolhi apresenta uma canção do compositor e cantor argentino Fito Paez. Ela se chama “Un vestido y un amor” e, se seus ouvidos a deglutirem bem, recomendo que ouça também Capullito de Aleli (do porto-riquenho Rafael Hernández Marín) e Fina Estampa (da compositora peruana Chabuca Granda).

Todas as músicas são cantadas por Caetano em um espanhol impecável e têm acompanhamento de uma orquestra sinfônica.

Ler e Assistir... "A Fina Estampa de Caetano Veloso"

Compartilhe. . .

Vanessa da Mata - Amado: Agradável e Surpreendente.

Compartilhe. . .

Com uma estética pessoal, sonoridade e timbre de voz similares aos de Marisa Monte, Amado interpretada e composta por Vanessa da Mata é uma canção muito agradável de se ouvir.

Embora ela seja uma estrela ascendente entre as novas cantoras brasileiras, como tenho um vasto acervo musical, que re-ouço com freqüência regular, eu ainda não conhecia o trabalho dessa mato-grossense. Ver o vídeo no You Tube foi uma agradável surpresa.

O clipe é bonito, mas pouco convencional e resume-se a uma coletânea de cenas aparentemente européias, entremeadas gravações de crianças e da própria Vanessa acompanhada de seus músicos. De toda forma, recomendo a todos que assistam e ouçam atentamente.



Complementando:
Vale muito assistir Vanessa também cantando "Eu Sou Neguinha", que já foi interpretada por Cássia Eller, a música que parece ser um de seus maiores sucessos: "Ai, Ai, Ai. Ambas estão disponíveis no Youtube.

Complementando 2:
Segundo a Wikipédia as afiliações musicais de Vanessa são: Chico César, Maria Bethânia, Daniela Mercury, Ana Carolina, Milton Nascimento, Baden Powell, Ben Harper, Black Uhuru. Ou seja, a moça tem uma genética para a música da melhor qualidade possível.

Rogo: Longa Vida Musical a Vanessa da Mata!!
.
Ler e Assistir... "Vanessa da Mata - Amado: Agradável e Surpreendente."

Compartilhe. . .

Astronauta: Lulu Santos e Gabriel Pensador

Compartilhe. . .

Eu vou pro mundo da lua, que é feito um motel, aonde os deuses e deusas se abraçam e beijam no céu. (acho que é tudo o que quero...)

Fruto de uma dessas parcerias, aparentemente, pouco prováveis, Astronauta, de Lulu e Gabriel, é um primor de agradabilidade (se é que o termo existe). Tem uma melodia simples de balada, com letra primorosa e reflexiva, quase toda declamada, no estilo do Gabriel, e remete às nossas questões, tão comezinhas, do dia-a-dia. Lembra que a gente, aqui embaixo, na terra, continua, permanente, em guerra, olhando lá pra lua e implorando por paz, paz, paz.

É fato. No nosso ínfimo planeta, vivemos a vida mesquinha, entorpecidos pela enorme ignorância que nos controla.



Tô velho para virar astronauta, mas vou pro mundo da lua...
Ler e Assistir... "Astronauta: Lulu Santos e Gabriel Pensador"

Compartilhe. . .

Creedence Clearwater: De “ingreis” para “portugueis”

Compartilhe. . .

Magnânima tradução de “HaveYou Ever Seen The Rain?”. Ótima para aprender inglês.

Eu confesso, já cantei músicas em inglês com letra inventada por minha fértil cabecinha. Acho até que é bem comum as pessoas fazerem isto e não há mal algum, afinal nem todos somos versados na língua bretã. No entanto... vá ter cabeça fértil lá longe! Veja o que foi feito no vídeo com a composição de John Fogerty. Só para ter uma idéia, aqui vai o inglês (azul) – português (vermelho) da primeira estrofe.

Someone told me long ago / Jô montou melão e Gol
there's a calm before the storm / Elza come flor neston
I know.../ Anão
It's been comin' for some time. / Espinho come osso e Taí

Por incrível que possa parecer, ficou legal e engraçado, além de muito criativo.


Para quem não sabe a “Creedence Clearwater Revival” foi uma banda de rock americana dos anos 60, que fez muito sucesso na época e ainda tem uma boa legião de admiradores.
Ler e Assistir... "Creedence Clearwater: De “ingreis” para “portugueis”"

Compartilhe. . .

Orquestra Sinfônica da Cerveja

Compartilhe. . .

O maestro Cezary Skubiszewski, compenetrado, se prepara para adentrar à sala de concertos no Melbourne Concert Hall. Como de hábito, na sua entrada todos os músicos se levantam e esperam o comando do regente. Um único detalhe anormal é notado até este momento: não há público. Todos estão prontos para a performance e começa o espetáculo. É quando notamos o que eles estão fazendo ali. Estão tocando cervejas! Sim. Todos os instrumentos são feitos de garrafas de cerveja da marca VB ou Victoria Bitter, criada em 1890 e cujo nome faz alusão tanto à rainha britânica como ao estado de Victória, do qual Melbourne é a capital. Apesar de ser uma propaganda de cerveja, tudo mais é verdadeiro, a orquestra é formada por membros da The Melbourne Symphony Orchestra e da Orchestra Victória. A música, que foi composta pelo maestro, é muito rítmica e remete ao espírito explorador que a Austrália nos inspira.


.
Ler e Assistir... "Orquestra Sinfônica da Cerveja"

Compartilhe. . .