Chineses: copiadores, “pioradores” e arruinadores?

Compartilhe. . .

Engraçado para xenófobos ou bairristas.

Dizem que os chineses estão dominando a economia mundial ou que farão isto em um futuro breve. Parece que os efeitos desta tendência já se fazem notar no YouTube. Há uma grande quantidade de material produzido no ocidente que, imediatamente, é convertido para o chinês, talvez o mandarim. Há quem o faça espontaneamente, porque quer explorar o mercado de consumo enorme da ascendente potência econômica, mas também se nota a famosa pirataria chinesa.


O vídeo apresentado acima exemplifica em muito as características do modelo de produção usado na China: produzir em larga escala, mesmo que a qualidade seja questionável ou explicitamente ruim; explorar idéias produzidas pelos ocidentais transformando-as em algo lucrativo e acessível aos de baixa renda, que não se importam com qualidade. Por fim, inundar os mercados com seus produtos, provocando a ruína daqueles que produziam com excelência.

Vejamos o exemplo propiciado pelo vídeo:
  • O nome dos produtores do vídeo é BackDorm Boys , uma alusão aos BackStreet Boys, um conjunto americano de muito sucesso;
  • A música tema “Da Da Da” é chupada do comercial da Pepsi;
  • Roteiro e atores: eles mesmos, que se definem como “dois recém graduados da Academia de Finas Artes(????) de GuangZhou (China)”;
  • Recursos utilizados da “fina” produção: um microcomputador e uma webcam, instalados no dormitório da faculdade;
  • Qualidade do produto: engraçado em alguns momentos, no mais, sofrível;
  • Resultados: 117941 visualizações, mais onze vídeos produzidos e 347 fãs.
Tá legal. Não é o fim do mundo, mas pode ser o começo fim: a invasão cibernética chinesa.

Compartilhe. . .

0 Palpites Grátis: